Iauaretê, Cachoeira das Onças

2006 / 48min. Tariano

Um relato mítico ilustrado nas pedras de uma cachoeira, a reconstrução de uma grande maloca, a tentativa de reaver objetos há anos guardados em um museu de Manaus. Em "Iauaretê, Cachoeira das onças" os índios Tariano, do noroeste da Amazônia, após décadas de catequese missionária, resolvem fazer um registro cultural dirigido às futuras gerações.

Leia resenha na revista PROA
Cineastas indígenas para jovens e criançasDVD Cineastas indígenasGuia do professor e dos alunosLivro - vídeo: Vídeo nas Aldeias - 25 Anos Compre aqui seu videoÍndios no Brasil

Aos parceiros do filme "Martírio"


Diante da urgência do dia-a-dia de denúncias e da necessidade de produzir um documentário em profundidade na região Kaiowá, optamos por publicar trechos do filme em pequenas matérias para informar a rede de solidariedade aos Guarani e pressionar o governo a agir. Começamos pelo contundente depoimento do líder Guarani Elpídio Pires à Comissão Nacional da Verdade, sob o título de Genocídio Brasileiro,
Recentemente publicamos imagens chocantes filmadas por um índio no acampamento de Pyelito Kue: agentes de segurança das fazendas Cambará e Cachoeira, no município de Iguatemi (MS), sitiaram e atiraram nos índios para forçá-los a abandonar o local
Este acontecimento confirmou nossa hipótese. Depois da publicação do flagrante dos pistoleiros atacando o acampamento de Pyelito Kue, imagens que circularam o mundo afora através da Survival International, os freqüentes ataques à área retomada cessaram. Todas as imagens, junto com outros flagrantes colhidos, foram incorporadas a uma ação do Ministério Público do Mato Grosso do Sul em Dourados que acompanha de perto o cenário de conflito.
O trabalho segue em ritmo intenso. Assim que parte da edição estiver concluída e o roteiro de montagem definido, faremos uma última viagem à região para produzir testemunhos específicos. Esperamos ter o filme pronto até o final deste ano e ainda queremos ter implantado mais câmeras em áreas de risco, para que os próprios índios possam retratar o difícil dia-a-dia das retomadas, espaços de esperança nesta luta pela reconquista de suas áreas.

 O dia 19 de abril marca também o início da segunda fase da formação Fulni-ô, realizada na terra indígena Fulni-ô em Águas Belas, Agreste Pernambucano. Nesta etapa, os alunos irão trabalhar na montagem de um filme sobre o Yaathe - seu idioma materno - e os costumes Fulni-ô nos dias atuais.

Em parceria com a Ong Association ADER Guyanne, o VNA acolheu uma oficina de edição em Olinda ministrada por Pedro Portella e Julia Barreto, de 07/07/2012 a 25/07/2012, com 10 estudantes indígenas (Aiwën Alawalika, Alex Barcarel, Apxsen, James, Jonika, Marcel Aloike, Marguerite Touenké, Raymond, Talimeu Manalipo, Veronique Malicoumane, e Daniel Tokotoko). Esta oficina é uma continuação da oficina ministrada por nós na Guiana Francesa em 2011, sob a coordenação de Pedro Portella

De 03/11 a 15/11/2012, Tatiana Almeida conduziu a edição de 3 extras para o DVD As Hiper Mulheres, com a participação de Takumã Kuikuro e Carlos Fausto em Olinda. Seguindo as instruções deixadas pelos diretores, o processo de edição dos mesmos se prolongou até final de dezembro. Os 3 extras consistem na narrativa do mito por Kamangagü e Kanu, os dois protagonistas mais importantes do documentário. Um terceiro extra apresenta um making of das filmagens na aldeia. Esta edição está sendo concluído por Tatiana agora em janeiro de 2013.