Índios no Brasil. 2. Nossas línguas

2000 / 20min. Hunikui (Kaxinawá) / Kaingang / Pankararu

Relata a repressão histórica às línguas indígenas praticadas ao longo destes 500 anos por intermédio das missões religiosas, dos funcionários de governo ou da população não índia. E, apesar de toda esta repressão, os índios resistiram: ainda são faladas mais de 180 línguas indígenas no Brasil. A Constituição de 1988 finalmente lhes reconhece o direito à dife rença...
Cineastas indígenas para jovens e criançasDVD Cineastas indígenasGuia do professor e dos alunosLivro - vídeo: Vídeo nas Aldeias - 25 Anos Compre aqui seu videoÍndios no Brasil

Lançamento da coleção


A Cosac Naify, Vídeo nas Aldeias e Amoreira convidam para tarde de lançamento da Coleção Um dia na Aldeia, de Rita Carelli, Ana Carvalho e Mariana Zanetti, com oficinas, exibição de filmes, exposição de objetos indígenas e presença especial do cineasta indígena Kumaré Ikpengno dia 28 de março, sábado, das 14 h às 18 H na rua dos Macunis, 510, Alto de Pinheiros (tel 30325346).
A Cosac Naify lança, em parceria com o Vídeo nas Aldeias e patrocínio da Petrobrás, através do programa Petrobras Cultural, a coleção Um Dia na Aldeia, que traz um olhar autêntico e contemporâneo sobre diferentes povos indígenas no Brasil ao possibilitar que eles mesmos contem suas histórias e mostrem suas imagens através dos dvds que acompanham cada livro.
Assista aos filmes na nossa página no youtube.
A proposta ao desmistificar algumas imagens preconcebidas que temos dos povos indígenas e mostrar às crianças um pouquinho da vida de alguns desses povos. A cada título, o leitor conhece um pouco mais dos costumes atuais e antigos de um povo indígena Brasil afora: Wajãpipi (Amapa e Para¡), Ikpeng (Mato Grosso) e Panara (Mato Grosso e Para). Entender como vivem, onde moram, o que comem, que língua falam, do que brincam, ou ainda quais são suas histórias.

 A oficina de vídeo teve lugar na aldeia Paquiçamba (TI Paquiçamba) entre os dias 20 de Abril e 5 de Maio de 2015.

A oficina de vídeo foi desenvolvida na Aldeia Apyterewa (TI Apyterewa) entre os dias 24 de junho e 10 de julho de 2015, bem como em Altamira entre os dias 12 e 16 de julho.

 O dia 19 de abril marca também o início da segunda fase da formação Fulni-ô, realizada na terra indígena Fulni-ô em Águas Belas, Agreste Pernambucano. Nesta etapa, os alunos irão trabalhar na montagem de um filme sobre o Yaathe - seu idioma materno - e os costumes Fulni-ô nos dias atuais.