Cocar na cabeça e câmera na mão

01/10/2018

Box revela o talento de índios cineastas.
Revista Galileu

"MARTÍRIO" no Acampamento Terra Livre

15/05/2017

 Ao longo das duas últimas semanas, a equipe do filme Martírio realizou exibições no Acampamento Terra Livre, o grande encontro nacional do movimento indígena em Brasília, e nas comunidades Guarani-Kaiowá do Mato Grosso do Sul, reencontrando amigos de longa data e distribuindo DVDs do filme nos tekoha onde aconteceram as filmagens.
Ernesto de Carvalho Tatiana Soares de Almeida Vincent Carelli Ana Carvalho Fernando Ancil Olivia Sabino

"MARTÍRIO" nos cinemas

07/04/2017

 “Um dos filmes definitivos sobre a questão indígena brasileira”, disse o jornal O Estado de S. Paulo sobre Martírio - Filme, que estreia no dia 13 de abril. Assista ao trailer: http://bit.ly/Trailer_Martírio

O filme busca as origens do genocídio dos povos Guarani Kaiowá na região do Mato Grosso do Sul, um conflito de forças desproporcionais: a insurgência pacífica e obstinada dos despossuídos Guarani Kaiowá frente ao poderoso aparato do agronegócio.

"MARTÍRIO" estréia dia 13 de abril nos cinemas

07/04/2017

“Um dos filmes definitivos sobre a questão indígena brasileira”, disse o jornal O Estado de S. Paulo sobre Martírio - Filme, que estreia no dia 13 de abril pela Sessão Vitrine Petrobrás em 21 cidades e 30 salas. Assista ao trailer: http://bit.ly/Trailer_Martírio
O filme busca as origens do genocídio dos povos Guarani Kaiowá na região do Mato Grosso do Sul, um conflito de forças desproporcionais: a insurgência pacífica e obstinada dos despossuídos Guarani Kaiowá frente ao poderoso aparato do agronegócio.

Martírio na Mostra Internacional de Cinema de SP

25/10/2016

 MARTÍRIO, filme sobre a pacífica e obstinada insurgência dos índios guarani-kaiowá para a recuperação de suas terras sagradas será exibido na 40a Mostra Internacional de Cinema / São Paulo International Film Festival
Confira a agenda de Martírio - Filme na mostra:
ESPAÇO ITAÚ DE CINEMA - FREI CANECA 2
25/10/16 - 15:50 - Sessão: 476 (Terça)
CINE CAIXA BELAS ARTES Sl 1 Vila Lobos
29/10/16 - 15:40 - Sessão: 791 (Sábado)
http://40.mostra.org/br/filme/8903-MARTIRIO
#Martírio #Filme #GuaraniKaiowa #VídeonasAldeias #SP

O BRASIL DOS ÍNDIOS: UM ARQUIVO ABERTO

03/09/2016

Na comemoração dos trinta anos de sua trajetória na 32 º Bienal de São Paulo, o Vídeo nas Aldeias abre pela primeira vez seu arquivo de imagens, apresentando ao público uma amostra da imensa diversidade dos povos indígenas no Brasil, de sua riqueza cultural e espiritual. Registradas na intimidade das aldeias, nos acampamentos de resistência, em manifestações nas ruas dos grandes centros urbanos, essas imagens revelam um Brasil profundo, tão atual quanto desconhecido. São imagens dos nossos tempos, que (re)situam os índios no contemporâneo, trazendo à tona uma pluralidade de mundos, de visões e de formas distintas de ocupar e pertencer à terra.
32º Bienal de São Paulo
INCERTEZA VIVA
7 setembro a 11 dezembro 2016

Baixe aqui o folheto que acompanha a obra, com informações sobre os vídeos, ano de produção, seus contextos de filmagens, créditos e lista de colaboradores.





Lançamento da coleção

14/03/2015

A Cosac Naify, Vídeo nas Aldeias e Amoreira convidam para tarde de lançamento da Coleção Um dia na Aldeia, de Rita Carelli, Ana Carvalho e Mariana Zanetti, com oficinas, exibição de filmes, exposição de objetos indígenas e presença especial do cineasta indígena Kumaré Ikpengno dia 28 de março, sábado, das 14 h às 18 H na rua dos Macunis, 510, Alto de Pinheiros (tel 30325346).
A Cosac Naify lança, em parceria com o Vídeo nas Aldeias e patrocínio da Petrobrás, através do programa Petrobras Cultural, a coleção Um Dia na Aldeia, que traz um olhar autêntico e contemporâneo sobre diferentes povos indígenas no Brasil ao possibilitar que eles mesmos contem suas histórias e mostrem suas imagens através dos dvds que acompanham cada livro.
Assista aos filmes na nossa página no youtube.
A proposta ao desmistificar algumas imagens preconcebidas que temos dos povos indígenas e mostrar às crianças um pouquinho da vida de alguns desses povos. A cada título, o leitor conhece um pouco mais dos costumes atuais e antigos de um povo indígena Brasil afora: Wajãpipi (Amapa e Para¡), Ikpeng (Mato Grosso) e Panara (Mato Grosso e Para). Entender como vivem, onde moram, o que comem, que língua falam, do que brincam, ou ainda quais são suas histórias.

Vídeo nas Aldeias no festival de Berlim

22/01/2015

Quatro filmes do Vídeo nas Aldeias integram a mostra "Native - A Journey Into Indigenous Cinema" no 65º Festival Internacional de Cinema de Berlim.
Longas:
- O Mestre e o Divino (de Tiago Campos Torres, 2013)
- As Hiper Mulheres (Carlos Fausto, Leonardo Sette, Takumã Kuikuro, 2011)
Curtas:
- Obrigado Irmão (Divino Tserewahú,1998)
- Já me transformei em imagem (Zezinho Yube, 2008)
Confira a programação.

Aos parceiros do filme

01/06/2014

Diante da urgência do dia-a-dia de denúncias e da necessidade de produzir um documentário em profundidade na região Kaiowá, optamos por publicar trechos do filme em pequenas matérias para informar a rede de solidariedade aos Guarani e pressionar o governo a agir. Começamos pelo contundente depoimento do líder Guarani Elpídio Pires à Comissão Nacional da Verdade, sob o título de Genocídio Brasileiro,
Recentemente publicamos imagens chocantes filmadas por um índio no acampamento de Pyelito Kue: agentes de segurança das fazendas Cambará e Cachoeira, no município de Iguatemi (MS), sitiaram e atiraram nos índios para forçá-los a abandonar o local
Este acontecimento confirmou nossa hipótese. Depois da publicação do flagrante dos pistoleiros atacando o acampamento de Pyelito Kue, imagens que circularam o mundo afora através da Survival International, os freqüentes ataques à área retomada cessaram. Todas as imagens, junto com outros flagrantes colhidos, foram incorporadas a uma ação do Ministério Público do Mato Grosso do Sul em Dourados que acompanha de perto o cenário de conflito.
O trabalho segue em ritmo intenso. Assim que parte da edição estiver concluída e o roteiro de montagem definido, faremos uma última viagem à região para produzir testemunhos específicos. Esperamos ter o filme pronto até o final deste ano e ainda queremos ter implantado mais câmeras em áreas de risco, para que os próprios índios possam retratar o difícil dia-a-dia das retomadas, espaços de esperança nesta luta pela reconquista de suas áreas.


FINANCIAMENTO COLETIVO DE "MARTÍRIO"

14/01/2014

O financiamento coletivo para finalização do filme "Martírio" e capacitação de cineastas Guarani Kaiowa acabou dia 13 de janeiro e foi um sucesso: o projeto alcançou 107% de seu financiamento, 19.905 pessoas "curtiram" a nossa página no Catarse e 990 pessoas contribuíram com recursos. Agradecemos a todos por seu empenho e colaboração.

O valor que ultrapassou a demanda será repassado para despesas de deslocamentos e alimentação da Assembléia Aty Guasu dos Guarani Kaiowá. Nos próximos meses estaremos informando nossos colaboradores sobre o andamentos das últimas filmagens e do processo de edição.

Guarani Kaiowa - Financiamento Coletivo

15/11/2013

Com o fracasso das negociações, os Guarani Kaiowa mais uma vez vão ao martírio, retomando suas áreas ao preço de suas vidas. O Vídeo nas Aldeias está com uma campanha de financiamento coletivo:
http://catarse.me/pt/kaiowa

Estamos propondo oficinas de audiovisual nos acampamentos e a finalização do documentário longa-metragem “Martírio", sobre as circunstâncias históricas em que os Guarani Kaiowa foram expropriados de suas terras, as retomadas, o teatro do lobby ruralista no Congresso Nacional e o terrorismo midiática da imprensa. Leia mais na imprensa.

Graças ao empenho e à contribuição de vocês, nossa campanha atingiu a metade do valor necessário para a liberação do recurso via Catarse. Estamos muito felizes com isso, mas nossos apelos começam a rodar em círculos e a quantidade de amigos próximos que não apoiaram o projeto escasseia. Pedimos que continuem divulgando para seus amigos e amigos dos amigos, para a campanha circular por outros terrenos. A causa exige apoio dos mais variados segmentos da sociedade brasileira. Façam circular informação sobre a situação dos Guarani e ajudem a interromper o genocídio em curso no Mato Grosso do Sul.

"O mestre e o Divino" premiado no festival de Brasília

26/09/2013

O filme "O mestre e o Divino", de Tiago Campos Torres e produção do Vídeo nas Aldeias, recebeu três prêmios (Candangos) no 46º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro: Melhor Trilha Sonora, Melhor Montagem de Amandine Goisbault, e Melhor Filme na categoria longa documentário.

Veja alguns comentários da crítica:

“O MESTRE E O DIVINO”, MUITO, MUITO MAIS QUE UM “FILME SOBRE ÍNDIOS”
Celso Sabadin, de Brasília (Planeta Tela)

Confesso que, pessoalmente, tenho alguns problemas com documentários sobre índios. Em muitas oportunidades, o documentarista se apaixona pelo próprio tema e derrapa na hora de cortar o filme para o tempo que ele realmente deveria ter. Felizmente nada disso acontece no vibrante “O Mestre e o Divino”, longa que abriu a segunda noite da mostra competitiva do 46º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro...


CARTA DE DIAMANTINA

05/08/2013

Por uma política específica para o Audiovisual Indígena no Brasil

No encontro dos Cineastas Indígenas, realizado com apoio do Museu do Índio, da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura pelo 45º Festival de Inverno da UFMG em Diamantina, de 23 a 28 de julho, os coletivos de cinema indígena presentes resolveram trabalhar numa plataforma conjunta para postar os seus trabalhos dispersos pela internet no sentido de dar mais articulação e visibilidade ao movimento.
Neste encontro foi também elaborada a Carta de Diamantina endereçada ao Secretário do Audiovisual do Ministério da Cultura em que estes coletivos pedem uma política diferenciada de fomento ao audiovisual indígena, para formação, produção e difusão da sua produção nos canais públicos de televisão.

" Carta de Diamantina
dos Coletivos de Audiovisual Indígena no Brasil

Diamantina, 25 de Julho de 2013.

Reunidos em Diamantina, durante o 45o Festival de Inverno da Universidade Federal de Minas Gerais, no contexto do Encontro de Realizadores Indígenas, nós, representantes de coletivos indígenas de produção audiovisual, organizações de apoio à produção indígena, professores e estudantes universitários, decidimos e propomos encaminhar a seguinte pauta urgente:
Há na sociedade brasileira uma persistente invisibilidade das tradições culturais indígenas, e poucos instrumentos de difusão desta realidade. As imagens veiculadas na grande mídia são reiterativas de preconceitos e informações equivocadas sobre o universo indígena. Tal situação contradiz o que determina a Constituição Federal em relação às populações indígenas e o que a mesma expressa sobre a necessidade de democratização dos meios de comunicação, como nos trechos: 1) o Artigo 231, que assegura às populações indígenas o “reconhecimento de sua organização social, costumes, línguas, crenças e tradições”,...

leia a íntegra da Carta



Lançamento do filme Funi-ô em Águas Belas

02/08/2013

 Vídeo Nas Aldeias apresenta

O filme documentário (Yoonahle) a palavra dos Fulni-ô
esta produção apresenta para os espectadores índios e não índios, a linha do tempo do processo histórico de contato e dominação cultural dos brancos, ou seja os contemporâneos Fulni-ô são frutos de uma resistência de uma afirmação étnica distinta, concretizada até os dia atuais. deste modo o filme apresenta o cotidiano da aldeia e de seus personagens indígenas, tudo só no idioma nativo yaathe e legendado para o português.

Divulguem caros amigos e compartilhem! entrada livre ao publico.

SOMOS TODOS GUARANI KAIOWA

20/06/2013

Sr. Ministro da Justiça, basta:

Restituam as terras aos guarani kaiowa
Basta de violência policial contra as lutas justas dos povos indígenas.
Terrra indígena não é barganha eleitoral

Veja o depoimento da Helena Borvão, da aldeia Guarani Kaiowa de Puelito Kye, Assista também o depoimento de Kuña Jeguaka Rory

GENOCÍDIO BRASILEIRO

06/06/2013

 Vocês querem saber qual é o estado de espírito, qual o sentimento dos índios Guarani-Kaiowá, Terena, Munduruku... neste momento?

O depoimento de Elpídio Pires, do povo Guarani-Kaiowá, nos traz, num desabafo sofrido e sincero, um retrato desse sentimento: após descrever a expropriação e o martírio a que tem sido submetidos de maneira invisível ao país, ele encerra sua fala com uma mensagem clara: "Basta, não podemos esperar mais nada, vamos retomar o que é nosso!". Os índios estão sacrificando suas vidas pelo resgaste de sua dignidade, dos seus direitos e de alguma esperança para os seus filhos. Há trinta anos que eu ouço eles declararem após cada expulsão: "Eu vou voltar, porque essa terra é nossa, se quiserem me matar, podem me matar". E foi essa mesma declaração do acampamento de Puelito Kuy que, interpretada como o anúncio de um suicídio coletivo, comoveu parte da sociedade brasileira no final do ano passado.

Elpídio Pires prestou este depoimento no dia 28 de maio deste ano (2013) perante vários membros da Aty-Guasu, Assembléia Geral dos Guarani-Kaiowá, e Marcelo Zelic, do grupo Tortura Nunca Mais e assessor da Comissão Nacional da Verdade.

Indignados com as inverdades propaladas tendenciosamente pela mídia, e em estado de choque com a sucessão de assassinatos que ocorreram desde a morte do cacique Nísio, no final de 2012, decidimos percorrer algumas aldeias Guarani-Kaiowá para entender o momento e produzir um documentário capaz de trazer à tona testemunhos que possam restabelecer de forma contundente a verdade dos fatos. Diante da urgência destes esclarecimentos, resolvemos antecipar pela internet capítulos do documentário que o Vídeo nas Aldeias está produzindo sobre o tema e que terá o nome "Martírio".

Vincent Carelli / Vídeo nas Aldeias

www.videonasaldeias.org.brwww.youtube.com/watch

CINEASTAS INDÍGENAS PARA JOVENS E CRIANÇAS

18/03/2013

O Vídeo nas Aldeias acaba de lançar uma nova coleção educativa, desta vez apresentando a temática indígena para o ensino fundamental. Com o apoio da "Convenção sobre a proteção e promoção da diversidade das expressões culturais", da UNESCO, o conjunto reune um guia didático e uma seleção de 6 filmes de povos distintos: Waiãpi, Ikpeng, Panará, Ashaninka, Mbya-Guarani e Kisêdjê.

Versão digital, disponível na íntegra para computadores, tablets e outros dispositivos móveis:

Assista aqui aos filmes dublados da coleção, ou assista aqui aos filmes legendados em português!

Faça aqui o download dos filmes dublados da coleção.

Leia ou faça o download do livro
"Cineastas Indígenas para Jovens e Crianças".





Exibições do "As Hiper Mulheres" no Festival do Júri Popular 2013

28/01/2013

Não percam as exibições de "As Hiper Mulheres" em sete capitais em fevereiro 2013.
Belém/PA: 09/02 (sábado) – 20h
Cine Líbero Luxardo – Fundação Tancredo Neves – 86 lugares
Av. Gentil Bittencourt, 650 – Batista Campos – (91) 3202 4321
Curitiba/PR: 04/02 (segunda-feira) – 20h
Cinemateca de Curitiba – 104 lugares
Rua Carlos Cavalcanti, 1.174 – São Francisco – (41) 3321 3245
Goiânia/GO: 03/01 (domingo) – 20h
Cine Goiânia Ouro – Centro Municipal de Cultura Goiânia Ouro – 217 lugares
Rua 3 Esq. com Rua 9, 1.016, Galeria Ouro – Centro – (62) 3524 2541 / (62) 3524 2542
João Pessoa/PB: 02/01 (sábado) – 20h10
Casa de Cultura Cia. da Terra
Pça. Antenor Navarro, Casarão nº 15 (1º andar), Varadouro
Porto Alegre/RS: 03/01 (domingo) – 19h
Cine Bancários – 81 lugares
Rua General Câmara, 424 – Centro – (51) 3433 1200
Rio Branco/AC: 03/02 (domingo) – 19h
Filmoteca Acreana – Biblioteca Pública – 114 lugares
Av. Getúlio Vargas, 389 – Centro – (68) 3223 6041
Rio de Janeiro/RJ: 03/02 (domingo) – 19h
Centro Cultural Banco do Brasil – 50 lugares
Rua Primeiro de Março, 66 – Centro – (21) 3808 2000

Seminário

25/01/2013

Foi realizado, em Belo Horizonte ,no período de 11/12 a 13/12/2012, o seminário sobre “A cosmovisão dos Guarani, Mbya e Kaiowa, promovido pela Universidade Federal de Minas Gerais com apoio do Museu do Índio/Funai. Num momento em que vários setores da sociedade brasileira se solidarizam com verdadeiro martírio imposto a estes povos, a UFMG toma esta iniciativa para se juntar ao movimento, promovendo um seminário acadêmico valorizando do conhecimento e da cosmologia dos rezadores Guarani.

VÍDEO NAS ALDEIAS na TV Gaucha

14/11/2012

Como parte da sua programação da Jornada da Diversidade, a TV Educativa do Rio Grande do Sul (TVE-RS) dedica uma semana à questão indígena numa parceria com o Vídeo nas Aldeias e filmes premiados de autores indígenas. Nesta mostra de 26 a 30 de novembro (de 2ª a 5ª, 23h30. 6ª, 24h) dos seis filmes apresentados, 3 são de autoria dos cineastas indígenas Guarani do Rio Grande do Sul que procuram dar visibilidade à situação do seu povo no estado.

26/11 > "Bicicletas de Nhanderú"

27/11 > "O amendoim da cotia"

28/11 > "Duas Aldeias, Uma Caminhada"

29/11 > "Desterro Guarani" e "Sangradouro"

30/11 > "As voltas do Kene"




Oficina Ashaninka de Produção

25/07/2012

De 12/06/2012 à 25/07/2012, Fabio Menezes e Vincent Carelli ministraram uma oficina para a produção de um curta metragem com temática infantil para o kit do VNA para escolas do ensino fundamental e para a coleção de vídeo-livros infantis. Participaram desta oficina Tsirotsi, Ratã, Eirich, Wevito e duas crianças, Pyãko e Tayri. O filme retrata a vida de crianças na aldeia Ashaninka e seu aprendizado tradicional nos acampamentos de verão ao longo do rio. Em outubro uma segunda oficina foi ministrada para o fechamento da edição e a produção dos desenhos para o livreto infantil que acompanhara o filme na sua versão para crianças de 3 a 6 anos, que acontecerá em abril de 2013 com recursos do edital Interações Estéticas da FUNARTE aprovado por Rita Carelli.

Carta Kisêdjê para a RIO+20

08/06/2012

AMNE ADJI KAPERE MBA

Assista ao manifesto das mulheres Kisêdjê contra o desmatamento das florestas e a poluição dos rios.


Kamikia Kisêdjê e o Coletivo Kisêdjê de Cinema resolveram produzir uma mensagem do seu povo para a RIO+20. As mulheres tomaram a frente dos depoimentos expressando com contundência sua apreensão com relação à desvastação da Amazônia e ao futuro dos seus netos.

Esta é uma mensagem dos povos indígenas em defesa da sustentabilidade do planeta, divulgue!

Livro-vídeo celebra 25 anos de Vídeo nas Aldeias

30/11/2011

* Depoimentos, fotos e filmes traçam retrato do projeto que aproximou o vídeo de mais de 100 aldeias indígenas brasileiras.O livro já se encontra à venda no catálogo deste site, na loja virtual do Instituto Socioambiental ou no site ou lojas da Livraria Cultura por 170,00 reais.
Um livro-vídeo bilíngue, com depoimentos, ensaios críticos e fotográficos e mais de seis horas de filme, celebra os 25 anos do projeto Vídeo nas Aldeias, que apóia e fomenta a produção de vídeo entre aldeias indígenas no Brasil desde a década de 1980.
A publicação, patrocinada pelo banco Itaú e pela NATURA, através dos mecanismos de incentivo à cultura da Lei Rouanet, e com apoio do programa Cultura Viva do Ministério da Cultura, e organizada por Ana Carvalho, Ernesto de Carvalho e Vincent Carelli, reconta a história da iniciativa, que já produziu registros de 37 povos, oficinas em 127 aldeias e filmes premiados no Brasil e no exterior.

DVD CINEASTAS INDÍGENAS KISÊDJÊ

13/11/2011

Acaba de sair o DVD do povo Kisêdjê, o número 6 da coleção CINEASTAS INDÍGENAS. O DVD traz uma série de filmes inéditos do coletivo Kisêdjê de cinema composto por Winti Suya, Kamikia Pentotxi, Yaiku, Kambrinti e Kokoyamaratxi Suya. Este , como os demais da coleção, estão à venda nas lojas e pelos sites da Livraria Cultura e da 2001 Vídeo.
Em dezembro proximo, estaremos lançando o número 7 da coleção, o DVD Mbya-Guarani com os premiados filmes "Duas aldseias, uma caminhada" e "Bicicletas de Nhanderu", e um filme histórico inédito, "Desterro Guarani".

DVDs Cineastas Indígenas agora disponíveis no mercado

29/08/2011

Estão à venda os DVDs da série Cineastas Indígenas. Organizados por etnia, os DVDs trazem os principais filmes de um grupo de realizadores e mais novos filmes que contextualizam histórica e geograficamente o povo além de abordar a relação do grupo com o audiovisual.

"As Hiper Mulheres" premiado no festival de Gramado

14/08/2011

O novo longa metragem produzido pelo Vídeo nas Aldeias, "As Hiper Mulheres", recebe os prêmios Especial do Juri e de Melhor Montagem no festival de Gramado.  O filme Kuikuro foi também selecionado para a mostra competitiva do festival de Brasília.

Assinado por Carlos Fausto, Leo Sette e Takumã Kuikuro, e produção da AIKAX, Associação Indigena dos Kuikuro do Alto Xingu, do Documenta Kuikuro - DKK, e do Vídeo nas Aldeias, "As Hiper Mulheres" é fruto de uma parceria entre cineastas indígenas e não índios.

CORUMBIARA no cinema

09/07/2011

No dia 11 de julho, Corumbiara foi apresentado no cinema La Clef em Paris, onde já havia sido apresentado em 2010. No Brasil, Corumbiara teve a  sua pré-estréia na cinema da Fundação Joaquim Nabuco em Recife no dia 14 de julho e entrou em cartaz dia 15 de julho. Veja a programação.
Em Amsterdam, o IFDA – Festival Internacional de Documentário selecionou Corumbiara para uma mostra especial sobre cinema brasileiro (16 a 27 de novembro) que apresentará uma seleção dos 12 melhores documentários brasileiros dos últimos 12 anos, juntamente com uma retrospectiva do Eduardo Coutinho.

Oficina de produção audiovisual na Aldeia Sangradouro

26/01/2011

Do dia 10 até 22 de janeiro de 2011, foi realizada na Aldeia Sangradouro, na Terra Indígena Xavante, uma oficina de produção audiovisual com 28 participantes das etnias Xavante, Bororo, Kuikuro e Kalapalo. Divino Tserewahu e Takumã Kuikuro, cineastas indígenas formados pelo Vídeo nas Aldeias integram a equipe de sete professores que orientou os cinco grupos formados pelos participantes, durante o curso. Os grupos de alunos buscaram trabalhar com os temas alimentação, saúde, artesanato, conflito na aldeia e poluição.

Cineasta Indígena no governo do Acre

21/12/2010

Zezinho Yube, cineasta do Vídeo nas Aldeias é nomeado Assessor Especial dos Povos Indígenas do Gabinete do Governador do Acre.
Agente Agroflorestal formado pela Comissão Pró-Índio do Acre e cineasta indígena formado pelo Vídeo nas Aldeias, é agora o novo representante dos índios acreanos no governo.
Zezinho é autor de filmes prêmiados como "Xinã Bena, nova era", "Já me transformei em imagem" e "Kene Yuxi, as voltas do Kene", entre outros, e membro desta associação.
http://www.agencia.ac.gov.br/index.php?option=com_content&task=view&id=14492&Itemid=26

3º Encontro de Realizadores Indígenas em Olinda

16/12/2010

Está acontecendo desde o dia 06 de dezembro de 2010 a terceira edição do encontro dos realizadores indígenas formados pelo Vídeo nas Aldeias. O encontro de realizadores possibilita conversas sobre todo o processo de trabalho das oficinas, de realização e distribuição dos filmes do ano que se encerra. Nas rodas de conversa que aconteceram nos dois primeiros dias, o grupo de realizadores pode debater também os projetos para o próximo ano e os caminhos que estão seguindo nos filmes que estão produzindo. A partir do terceiro dia, os cineastas passaram para as ilhas de edição e estão concentrados desde então, na tradução das gravações já realizadas.

O teatro das mulheres Kuikuro

27/11/2010

Há algum tempo, o Coletivo Kuikuro de Cinema vem demostrando interesse pela linguagem da ficção. Nesse contexto se realizou na aldeia Kuikuro de Ipatse (Alto Xingu, MT), entre agosto e outubro de 2010, o projeto “Do Teatro ao Cinema – Laboratório de Criação Teatral entre os Kuikuro do Alto Xingu”, coordenado pela atriz, diretora de teatro e antropóloga Isabel Penoni, em parceria com o Vídeo nas Aldeias. O projeto, vencedor em 2009 do Prêmio Interações Estéticas – Residências Artísticas em Pontos de Cultura (MINC/ FUNARTE), teve como objetivo explorar uma linguagem de ficção que possa ser incorporada, futuramente, pelo cinema kuikuro, até hoje voltado principalmente para o gênero do documentário.

Ritual Yaõkwa registrado como Patrimônio Cultural Brasileiro

05/11/2010

Um dos mais importantes rituais indígenas da atualidade, o Yaõkwa dos índios Enawênê Nawê, situados no rio Juruena no norte de Mato Grosso, foi registrado como patrimônio cultural brasileiro pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN.
O Vídeo nas Aldeias produziu um filme que revela parte do processo do Ritual Yaõkwa a pedido do IPHAN, a fim de facilitar o processo de registro do ritual como bem cultural imaterial brasileiro. Assista a versão reduzida do vídeo produzido pelo Vídeo nas Aldeias que registra parte do processo do ritual Yaõkwa do povo Enawênê Nawê.

Jamagikumalu, a “revolta das hiper-mulheres”

25/10/2010

Em setembro, os Kuikuro realizaram a festa do Jamagikumalu na aldeia Ipatse, que foi documentada pelo coletivo Kuikuro de Cinema. O processo se iniciou em março deste ano, quando Carlos Fausto e Leonardo Sette realizaram, numa parceria com a AIKAX, a DOCUMENTA KUKURO e o Museu do índio, e o patrocínio do PDPI do Ministério do Meio Ambiente, uma oficina de produção de um documentário sobre mulheres cantoras.

Viagem ao Sul do Brasil

30/08/2010

No mês de julho, cineastas guaranis sob a direção de Ariel Ortega, iniciaram a montagem do seu novo filme. Tiago Campos Tôrres, do Video nas Aldeias, coordenou a oficina de edição na aldeia Mbya-Guarani Koenju, em São Miguel das Missões, localizada no noroeste do Rio Grande do Sul, que durou cinco semanas. A oficina de edição foi realizada com recursos do Pontão de Cultura Vídeo nas Aldeias, patrocinado pelo Ministério da Cultura.

Reencontro com o povo Gavião, no Pará

06/08/2010

Em julho de 2010, Vincent Carelli e Ernesto de Carvalho estiveram no território dos indíos Gavião, atendendo o chamado de Kokrenum, também conhecido como Capitão, líder dos Paraketejê/ Gavião, para registrar a situação atual em que vive a sua aldeia.

Uma aldeia chamada Apiwtxa

16/07/2010

Durante o mês de junho aconteceu no Acre a oficina de edição Ashaninka, na aldeia Apiwtxa, em Marechal Thaumaturgo. O povo Ashaninka está situado em territórios do Acre e do Peru e desde 1980 vem combatendo a exploração de madeiras, bem como vem desenvolvendo técnicas de manejo sustentável da floresta.

O índio, por ele mesmo

17/06/2010

Na edição de junho da Revista Carta na Escola você pode conferir a matéria “O índio, por ele mesmo” sobre as iniciativas do projeto Vídeo nas Aldeias de dar “a grupos indígenas meios de produzir suas narrativas e preservar suas tradições.” Confira a reportagem do jornalista Ricardo Carvalho no site.
E mais, o filme Sangradouro  foi agraciado com o Prêmio Cameras da Diversidade no festival canadense Presence Autochnone.
Confira na programação da 9ª Mostra de Cinema Infantil de Florianópolis a exibição do filme A história do Monstro Katpy, produzido pelos cineastas da etnia Kisêdje.

Filmes Kuikuro são exibidos nesta semana na TV Cultura

08/06/2010

No próximo domingo, 13/06/10, às 18h, serão exibidos no programa A´Uwe da TV Cultura três filmes produzidos pelos Cineastas Indígenas Kuikuro: Os Kuikuro se Apresentam, O Manejo da Câmera e O Dia em Que a Lua Menstruou. Confira o site do Programa A’Uwe .

Vídeo nas Aldeias amplia seu público em 2010

30/04/2010

Desde janeiro deste ano os filmes produzidos no Vídeo nas Aldeias têm expandido o seu alcance de público. Quatro filmes recentemente produzidos participam da programação de seis encontros e festivais de cinema internacionais.

O filme “Corumbiara”, de Vincent Carelli e “Depois do ovo, a guerra”, de Komoi Panará estiveram no 22o Encontros de Cinema da América Latina de Toulose, durante o mês de março. No VI Encontro hispano-americano de Cinema e Vídeo Documentário Vozes contra o Silêncio, que aconteceu em abril no México, o filme “Corumbiara” conquistou o primeiro lugar na categoria temática indígena.

Mostra Vídeo nas Aldeias com a presença dos Realizadores Indígenas em Rio Branco

26/04/2010

A iniciativa do Governo do Estado do Acre por meio da Secretaria Estadual de Educação, da Biblioteca da Floresta, da Fundação Cultural Elias Mansour, em parceria com o Vídeo nas Aldeias levou para Rio Branco, de 12 a 18 de abril filmes únicos produzidos por cineastas Kuikuro, Guarani, Xavante, Ashaninka, Huni Kuῖ. Além dos filmes produzidos pelos cineastas indígenas, o filme Corumbiara, de Vincent Carelli também foi exibido na programação da mostra.

Nas telas de um tal cinema
por Fernanda Birolo / Agenda 20 / AC

Guia para professores e alunos do Kit “Cineastas Indígenas: Um outro olhar”

20/04/2010

O Vídeo nas Aldeias encerrou o cadastramento de escolas após ter despachado pelo correio os 3 mil kits Cineastas Indígeanas: um outro olhar com cinco DVDs dos povos Kuikuro, Panará, Huni Kui, Xavante e Ashaninka e um "Guia para professores e alunos" com informações sobre cada um dos povos, fontes para pesquisas complementares e temas para discussão em sala de aula.O Vídeo nas Aldeias encerrou o cadastramento de escolas após ter despachado pelo correio os 3 mil kits produzidos.
Continua acessível para download o Guia para professores e alunos e a coleção de vídeos históricos continuará disponível na nossa página do Youtube e no Portal Curta na Escola.

O Guia para professores e alunos continua acessível para download aqui e a coleção de vídeos históricos continuará disponível na nossa página do Youtube http://www.youtube.com/user/VideoNasAldeias.

Com patrocínio do Programa Petrobrás Cultural, a coleção oferece uma visão única da realidade indígena brasileira através do ponto de vista dos próprios índios.

Faça o download do
Guia para professores e alunos


Vídeo nas Aldeias recebe a Ordem do Mérito Cultural 2009

02/12/2009

Dia 25 de novembro de 2009, em cerimônia prestigiada pelo presidente da República, o Vídeo nas Aldeias foi agraciado com a Ordem do Mérito Cultural 2009.
http://www.cultura.gov.br/site/2009/11/25/ordem-do-merito-cultural-6/

Corumbiara abre o 13º Festival Forumdoc.BH 2009

19/11/2009

Dia 19 de novembro, na sala Humberto Mauro em Belo Horizonte, às 19:30, o filme Corumbiara abre a mostra do 13º Festival do Filme Documentário e Etnográfico.

Mostra Cinema e Direitos Humanos homenagea o Vídeo nas Aldeias

05/10/2009

A seção Homenagem da 4a mostra Cinema e Direitos Humanos na América Latina irá exibir 7 documentários do Vídeo nas Aldeias em 16 capitais e o filme "Corumbiara", vencedor do Festival de Gramado, irá abrir a Mostra em 6 capitais.
Confiram a programação no site:
www.cinedireitoshumanos.org.br/2009

Está NO AR a série de curtas Olhares Indígenas

30/08/2009

ASSISTA AOS VÍDEOS NO YOUTUBE

Está NO AR a série de Curtas Vídeo nas Aldeias: Olhares Indígenas. São 6 vídeos curtinhos, que oferecem um panorama da produção dos realizadores indígenas de várias partes do Brasil, e resume o momento atual do projeto Vídeo nas Aldeias. Os vídeos também exemplificam o amplo leque das temáticas abordadas pelos realizadores indígenas: de histórias tradicionais contadas pelos mais velhos, a práticas cotidianas das aldeias, passando pela relação com os recursos naturais, estratégias de sustentabilidade, e relação com o mundo de fora, até intercâmbios culturais.

Corumbiara leva Kikito de melhor filme no Festival de Gramado

16/08/2009

O 37º Festival de Gramado terminou na noite de sábado consagrando a estética política, duplamente vencedora – na mostra brasileira, com "Corumbiara", o poderoso documentário de Vincent Carelli; e, na latina, com a ficção "A Teta Asustada", da peruana Claudia Llosa, que já havia vencido, em fevereiro, com o mesmo filme, o Urso de Ouro em Berlim.

Luiz Carlos Merten
www.estadao.com.br/noticias/arteelazer,corumbiara-leva-kikito-de-melhor-filme-no-festival-de-gramado,419535,0.htm

Corumbiara é sucesso em Gramado

13/08/2009

Diversos jornais e blogs noticiaram a exibição de Corumbiara, de Vincent Carelli, na mostra competetiva do 37º Festival de Cinema de Gramado. Clipping com trechos e links para as notícias.

Morre KAWALI, o grande chefe do povo Enauênê Nauê

25/06/2009

No dia 24 de junho faleceu Kawali, um dos representantes mais expoentes desse povo, aõre (chefe) e sotakatare (mestre de cerimonia), sem dúvida o maior virtuose vivo de sua própria e complexa cultura.
Essa tragédia acontece num momento difícil e controverso da história recente dos Enauênê Nauê. Líder político e espiritual, Kawali era a figura que mais lutava pela demarcação do Adowina (Rio Preto) e resistia frente aos problemas relacionados à implantação de hidrelétricas no Juruena. Sozinho em sua roça, ele não resistiu a uma mordida de cobra e quando foi encontrado já não tinha mais vida.

Festival ambiental premia "Corumbiara"

22/06/2009

Os filmes "Corumbiara", do diretor Vincent Carelli, e "Uma mudança no mar", de Barbara Ettinger, foram os grandes vencedores da 11ª edição do Festival Internacional de Cinema Ambiental (Fica), cuja mostra competitiva terminou na noite deste sábado (20), com a cerimônia de premiação.

ANDREA PALATNIK
da France Presse, em Goiás Velho



Sob o fogo do cinema

17/04/2009

...Na mesma linha se inscreve a menção honrosa na disputa brasileira atribuída a “Corumbiara”, de Vincent Carelli. Seu documentário exibe a contundência das sagas pessoais, em mais de um quarto de século de militância audiovisual pelo respeito à população indígena nacional...

AMIR LABAKI
09/04/2009
É tudo verdade no Valor Econômico


Inspirado em Coutinho, documentário registra questão social indígena

31/03/2009

Cabra marcado para desaparecer. É sob inspiração da matriz do documentário erigida por Eduardo Coutinho já há mais de duas décadas no clássico "Cabra Marcado para Morrer" que continuamos a encontrar o que de melhor se realiza no campo do registro das questões sociais do Brasil, como em "Corumbiara", de Vincent Carelli.

CÁSSIO STARLING CARLOS
CRÍTICO DA FOLHA


CORUMBIARA

19/03/2009

Comecei a assistir às sessões de imprensa dos filmes que participarão do festival de documentários É Tudo Verdade (começa semana que vem, dia 24, em São Paulo). E já posso fazer uma recomendação: não deixem de ver Corumbiara, de Vincent Carelli.

http://blog.estadao.com.br/blog/zanin/
por Luiz Zanin, Seção: Cinema

Festival É tudo Verdade

02/03/2009

Padilha, Coutinho e 'Corumbiara':
destaques nacionais

Destacam-se na competição nacional entre longas e médias-metragens filmes como "Garapa", documentário sobre a fome dirigido por José Padilha; "Moscou", no qual o diretor Eduardo Coutinho mostra os bastidores da montagem da peça "Três irmãs", de Tchecov, pelo Grupo Galpão e "Corumbiara", sobre o massacre de uma tribo indígena no sul de Rondônia dirigido por Vincent Carelli. No total, foram selecionados sete filmes nacionais que concorrem ao prêmio de R$ 100 mil.
Jornal O Globo

Corumbiara será exibido nos seguintes horarios:
28/03 - 21H00 - CINESESC (SÃO PAULO)
29/03 - 15H00 - CINESESC (SÃO PAULO)
31/03 - 13H00 - CCBB (SÃO PAULO)
30/03 - 20H00 - UNIBANCO ARTEPLEX (RJ)
31/03 - 14H00 - UNIBANCO ARTEPLEX (RJ)
01/04 - 19H30 - OI FUTURO (RJ)
22/04 - 18H30 - CCBB (BRASÍLIA - DF)
23/04 - 20H30 - CCBB (BRASÍLIA - DF)


Coleção de DVDs de cineastas indígenas chega às lojas

20/12/2008

A coleção Cineastas Indígenas é a primeira coletânea reunindo vídeos dos cineastas Kuikuro, Huni Kui e Panará. A coleção, com legendas em português, francês, espanhol, italiano e francês, está à venda por R$ 94,90 na Livraria Cultura e na 2001 Vídeo. NOTÍCIAS SOCIOAMBIENTAIS

A aldeia do cinema

12/12/2008

A ONG Vídeo nas Aldeias lança coleção de DVDs com produções cinematográficas de três povos indígenas.
Portal Raiz

Cinema da tribo

01/12/2008

Recém-lançada, a coleção Cineastas Indígenas reúne três dos 60 filmes nascidos das oficinas do projeto, em 21 anos de trabalho.
Revista Pororoca

Programa de índio

05/10/2008

Coleção de filmes sobre povos indígenas feita por eles mesmos desfaz os mitos e o enquadramento chato de folclore tão comum ao tema.
Jornal Valor Econômico

Cinema de índio e personagem

24/09/2008

O projeto Vídeo nas Aldeias, de reconhecido valor cultural e etnolográfico, foi embalado para consumo. Cineastas Indígenas reúne três DVDs com os filmes produzidos pelos coletivos Kuikuro, Hunikui, Panará.
Revista Carta Capital